top of page

Coaching Somático, o que é e o que podes esperar

Atualizado: 8 de mai.

Antes de mais, partilhar contigo que, cada coach pode trabalhar de maneira diferente. Neste blog vou falar do que podes esperar e a forma como abordo as sessões com os meus clientes.


O coaching que realizo é integrativo e somático, e é mais orientado para a integração emocional. Enquanto, muitos coaches trabalham exclusivamente orientados para objetivos exteriores, eu considero que o exterior é uma consequência do interior, isto é, quanto mais livres e seguros nos sentirmos interiormente, mais clareza e energia sentimos para fazermos e obtermos as coisas que são importantes para nós.


Estes dois aspetos andam de mãos dadas, mas a nossa sociedade está muito viciada no fazer (orientada para o mundo exterior), e pouco habituada a simplesmente Ser. O que observo com muitos clientes é que, muitas vezes queremos coisas no exterior para evitar de entrar em contacto com alguns sentimentos ou sensações no interior. Aquilo que achamos que queremos, não corresponde muitas vezes ao que realmente queremos, pois estamos a ser movidos pelo medo e pela fuga ao passado.


Podemos, por exemplo, achar que queremos ter um relacionamento amoroso, quando na verdade aquilo que queremos é sentirmo-nos seguros no nosso próprio corpo. Existe uma crença que diz: "se eu tiver aquele relacionamento amoroso vou sentir-me seguro e vai ficar tudo bem". O mesmo é válido para o dinheiro. Acreditamos se tivermos muito dinheiro, vamos sentir aquela segurança e liberdade que tanto queremos, o que nos torna dependentes do dinheiro. Quando temos dinheiro, sentimo-nos seguros, quando nos falta sentimos medo. E o que é interessante é que, quanto mais livres e seguros nos sentirmos internamente, mais conseguimos atrair para nós relacionamentos, dinheiro, entre outras coisas, pois atraímos aquilo que somos.


Por isso, nas sessões de Coaching que realizo, dou mais atenção ao motivo pelo qual cada cliente não se sente seguro ou livre, agora. Habituámo-nos a fugir e a desconectarmo-nos do nosso corpo emoções, o que faz com que a maior parte das pessoas neste planeta sintam vários sintomas como ansiedade, estados depressivos, sentimentos de solidão, entre muitos outros. Isto é um ciclo vicioso, porque, por exemplo, ao nos sentirmos sozinhos vamos procurar relacionamentos para compensar esse sentimento de solidão. Nada disso é errado, mas não estamos a olhar para a causa do sentimento de solidão que é a desconexão com o nosso corpo e mundo emocional.


Então, para nos voltarmos a reconectar, é necessário começar a sentir a vida que existe no corpo. Sentirmo-nos vivos é sentir essa vida que nos habituámos a esconder e a negar. Nas sessões de coaching integrativo e somático, posso fazer-te algumas perguntas que vão ajudar-te a aprofundar a reflexão, e com isso começares e entrar em contacto com o teu mundo interno. As perguntas que faço são perguntas que não estamos habituados a responder e que vão facilitar a reconexão e contacto com o corpo. Ao tirarmos a atenção do mundo exterior e ao estarmos abertos para olhar para dentro, estamos a tirar atenção do ruido mental e a nos ligarmos ao mundo das sensações que habitam no nosso corpo.


Primeiro que tudo é necessário começares a conhecer e a sentir os teus limites. Quando nos sentimos desconectados, facilmente os nossos limites são violados pelos outros e pelo mundo exterior. Algumas pessoas podem "abusar" ou falar-nos mal, ou podemos ter dificuldade em dizer que "não" ou temos muita dificuldade em tomar certas decisões. A falta de sensação de limites cria uma espécie de abertura para que sintamos que o mundo exterior é um lugar perigoso e não confiável.


Para isso, vou guiar-te em alguns exercícios somáticos. São exercícios que vão permitir-te entrar de novo em contacto com aquelas partes de ti que não estás tão habituado a sentir ou a reconhecer. Por outras palavras, ao começares a tornar consciente a vida que existe no teu corpo, naturalmente vais sentir mais os teus limites. É um sentimento de maior empoderamento e enraizamento. Quanto mais sentes o teu corpo e a sua energia, mais confiança sentes para agir e para permitir que diversas emoções possam simplesmente expressar-se.

À medida que vais sentido mais energia, posso também sugerir-te começares a agir em direção aquelas coisas que realmente são importantes para ti e aos teus objetivos. Chamo-lhe ações alinhadas, isto é, ações que não vêm de um lugar de medo, mas sim de um lugar mais verdadeiro e de maior clareza. Quanto mais te sentes seguro no teu próprio corpo, mais esses desejos e objetivos vêm à superfície, e com isso podes ao teu ritmo, começar a dar passos em direção a eles. Como disse antes, o mundo interior e exterior andam de mãos dadas. Ao fazeres isto estás a reforçar a sensação interna de "eu consigo" ou "eu sou capaz".


Este processo de integração emocional, é o regresso a nós mesmo, à nossa autenticidade e livre expressão. À nossa naturalidade, liberdade e alegria. E todo este processo é realizado de uma forma gradual, ao ritmo de cada cliente. Cada um de nós têm a sua própria história de vida, os seus traumas e caraterísticas únicas, e por isso uma pessoa pode começar a experienciar muito rapidamente este sentimento de reconexão, liberdade e empoderamento, enquanto outra pode levar um pouco mais tempo.


Para mim, este é um dos melhores investimentos que podemos fazer. Não existe nada no mundo exterior que nos possa fazer-nos sentir mais completos e preenchidos. Esse é um "trabalho" interno. Se sentes que já está na altura e que queres dar este próximo passo, sugiro-te dar uma olhada no programa Reconexão.

20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page