Please reload

Posts Recentes

Liberdade Emocional

16.11.2016

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

QUE A VIDA NÃO SEJAM SÓ...DISTRAÇÕES

27.08.2018

A dificuldade que existe em “parar” é visível em cada momento. Os telemóveis tomam conta das refeições, a música em alto som que é substituída pelo silêncio da natureza, as noticias que insistem em expor todos os temas mais densos (e que dessa forma alimentam os nossos processos mentais), a competição excessiva que se tornou um modo de vida, e a lista por ai continua...

Tal como o sol nasce e abre portas a um novo dia, o mesmo também necessita do seu descanso deixando de iluminar uma parte do globo terrestre. Tal, deveria ser também para nós. No momento do tão merecido descanso, o corpo deveria encostar-se na cama e adormecer profundamente, respeitando os ciclos de sono, para que de manhã, acordássemos para um novo dia. Mas, para a maioria as coisas não acontecem desta forma. A dificuldade em adormecer insiste em estar presente todas as noites, e mesmo quando lá conseguimos, em vez de acordarmos de manhã, despertamos a meio da noite. Isto, se for apenas uma vez.

Parar, tornou-se a maior dificuldade, o maior desafio. Tornámo-nos viciados em estados acelerados. As inúmeras distrações que existem por aí, são apenas uma forma, e como o nome indica, de nos distrair daquilo que é mais importante. Não sou contra as distrações. Que o façamos e que de preferência sejam distrações ecológicas para nós. Mas, que estas não sejam o nosso estilo de vida e que façam justiça à palavra. Que não se tornem uma rotina e um hábito,  perdendo a oportunidade de olhar para algo que deve ser olhado e transformado. E atenção! Pode passar uma vida inteira sem conseguirmos fazer isto uma única vez. Parar.

Parar significa apenas conseguirmos estar conosco. Que existam momentos durante o dia, onde a dependência de uma distração é substituída por algo mais profundo. Onde, por exemplo, consigamos contemplar um por do sol de uma forma mais genuína, sem lhe darmos o nome de Sunset party. Onde a meditação possa fazer parte do nosso estilo de vida, mas que não o façamos por estilo mas por acreditarmos que somos mais do que aquilo que achamos que somos.

Temos uma beleza em nós que é difícil de nomear. A cada momento existe a oportunidade de começarmos a entrar em contacto com Ela, apesar de também poder emergir tudo aquilo de que temos vindo a fugir. Tudo é válido. Tudo está certo. Aquilo que fazes a cada instante é da tua responsabilidade. Só tu podes fazer as mudanças necessárias na tua vida. Com ou sem ajuda. Com ou sem natureza. Com ou sem tantas distrações. Mas que no fundo, dês importância ao que realmente é mais importante. Que o caminho de volta até ti seja feito em cada dia, em cada momento. Afinal, tu mereces isso...

 

 

Partilhar no Facebook
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square