O MELHOR DE TI ESTÁ A CHEGAR


Se pudesses escolher neste momento o que queres para a tua vida o que seria? É algo exterior ou algo interior?É uma casa, um carro, mais dinheiro...? Ou algo mais profundo? Não tenho uma resposta mágica para te dar, mas gostava de colocar esta situação em perspectiva. Quando aquilo que pretendes é algo exterior, normalmente está sempre associado a algo interior. Se, no teu caso especifico, o teu desejo é ter mais, esse mais está intimamente ligado com algo mais profundo. Assim, por exemplo, se é um carro novo que queres, e essa possibilidade te provoca excitação, existe uma dependência de algo fora de ti para obteres a excitação que tanto queres. Não quero com isto dizer que isso esteja errado. Se o fizesse estaria a catalogar. Esta dependência, que pode variar de objeto para objeto, pode tornar-se uma dependência cronica. Pode, passar uma vida, em que a necessidade de encher o vazio interior, faz com que procures as respostas lá fora. Por outro lado, existe a possibilidade de acederes diretamente ao vazio. Se, existe algo que queres preencher, porque não fazeres a viagem para dentro e ires diretamente à origem. No fundo, não vais preencher nada. Mas, as palavras são necessárias para nos podermos comunicar, pelo menos por agora. Esta viagem de regresso a Ti, é algo que adias-te durante muito tempo e que continuas a adiar. Os teus olhos continuam fechados para dentro e apenas abertos para fora. Estás em sono profundo, à espera que algo aconteça. Continuas a seguir os mesmos passos que aprendeste, vivendo numa ilusão, em que as máscaras passaram a ser parte integrante da tua personalidade. Acordas e deitas-te com elas. E dizes com toda a convicção “ Eu sou assim!”. O medo é tanto de seres genuíno que continuas a adiar. Estar ligado à tua parte mais espontânea é tão simples e ao mesmo tempo tão complexo. Simples porque é a tua natureza. Complexo, porque esqueces-te quem és. Continuas a sorrir quando o que queres é chorar. Continuas a cantar, quando o queres é gritar. Queres dar uma boa imagem aos outros, para que gostem de ti. Ou uma imagem mais agressiva, para que não cheguem perto. Tudo para te protegeres. Uma vida de falsidade. Um teatro em plena vida real. Sim, podes mudar isto tudo. Não, não és “assim”! Quando abres os olhos e despertas, uma novo caminho se abre. A dor faz parte do processo e é necessária. Deixar vir. As lágrimas fazem parte do caminho.Deixa-as fluir. Tudo aquilo que és, só se pode manifestar se deixares. Se permitires. Essa viagem é inesquecível mas também por vezes solitária. Isto , porque te habituaste a quer ser igual aos outros. Lamento desiludir-te mas não és. És único. Não há ninguém igual a ti. E só nesse espaço que és, é que a verdade se pode manifestar. Não a minha verdade. Não a dos outros. Ao aprenderes a ouvir a tua melodia assumes a responsabilidade da tua vida. Deixas de copiar e passas a criar. E enquanto o tempo passa, continuamos à espera que isso aconteça. Continuamos à tua espera. Sabendo, que “o melhor de TI está por chegar”.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square