OS HÁBITOS QUE NOS LIMITAM


Inúmeros são os pequenos hábitos que temos ao longo da vida. Cada um com o seu. Desde que nos levantamos até que nos deitamos, passamos por diversos padrões que fomos desenvolvendo ao longo do tempo. No fundo, treinámos para isso. Quando fazemos algo repetidamente durante um certo período de tempo, o hábito é instalado e torna-se um “sempre fiz assim”. Quando falamos dos momentos de dor, que nos atingem de uma forma persistente, esses mesmos também são hábitos. O hábito de estar triste. O hábito de estar ansioso. O hábito de estar deprimido. Existem especialistas para tudo. Contudo, fomos nós que criamos esse hábito através de um padrão repetido de pensamento. Através de uma determinada interpretação a uma situação. Habituámo-nos a viver destas formas e deixámos de conhecer o outro lado. Passa a ser estranho fazer as coisas de outra forma. Passa, por exemplo, a ser estranho viver com mais alegria, quando estamos habituados ao oposto. Ao assumirmos a responsabilidade pela situação, podemos assumir a responsabilidade pela mudança. Se nos viciámos num determinado padrão, podemos então experienciar o outro lado da moeda. Podemos desenvolver um novo hábito, mais em conexão com aquilo que merecemos, com aquilo a que temos direito. A chave é treino. Aquilo em que acreditas passa a ser a tua realidade. E a realidade que queres para ti, passa a ser possível a partir do momento que escolhes libertar-te dos padrões de pensamento que criaste.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square