A LIBERDADE DE PODERES SER QUEM ÉS


Talvez aquilo que mais procuramos. Há quem pense que já é. Há quem saiba que não está a Ser. E há ainda quem saiba que não está a Ser, e que esteja a fazer algo para Ser. Na verdade, é deixar de fazer algo, pois aquilo que fizemos até hoje levou-nos a acreditar que somos o que somos. Condicionamo-nos com base no que está certo e errado, afastando-nos cada vez mais da nossa espontaneidade. Tantas máscaras que usamos. Parece que estamos num teatro. A realidade tornou-se uma ilusão. Vamos avançando em modo automático, continuando a acreditar que somos aquilo que representamos. Somos atores nesta vida e talvez sejam raras as vezes que abandonamos esse papel. Arrogantes ou simpáticos. Agressivos ou passivos. Tantas proteções usadas com o objetivo de sermos aceites. De sermos Amados. Acreditamos que desta forma o somos. Para poderes voltar a ser quem és, é importante abandonares tudo aquilo que aprendeste. É importante abandonares as regras que te dizem que tens de ser isto ou aquilo. É importante, em certos momentos, tornares-te vulnerável . É importante teres a coragem de olhar para dentro. Deixar vir o que vier. Só assim, aquilo que és, se torna visível. A liberdade para seres quem és, deixa de ser uma utopia. É um caminho que se torna real, a partir do momento que deres o primeiro passo. Uma escolha entre Ser ou não Ser.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square