A TUA HISTÓRIA



Ao longo da tua vida, e até uma determinada idade, foste absorvendo tudo aquilo que estava à tua volta. Não podias questionar, não podias rejeitar. Absorveste as palavras, as ações, os exemplos. Absorveste tudo como a única verdade. Ensinaram-te a viver com um propósito, e aceitaste-o como o único caminho. Não és culpado. És um ser de aprendizagens, e como tal, foste aprendendo a estar no mundo. À medida que foste crescendo, por um lado começaste a questionar, e por outro defendeste as tuas crenças, tal com um guerreiro numa batalha. Defendeste-as como te ensinaram a fazer, lá atrás, como verdades absolutas. A vida brindou-te com experiências, umas agradáveis, outras nem tanto. Experiências que te levaram a desistir, outras que te levaram a apegar, outras mais prazerosas, mas no final foram apenas experiências. E foi com elas, que começaste a ser levado para outro caminho. Foi com elas que as tuas questões começaram a ser mais frequentes. As coisas começaram a não fazer sentido. O teu sistema de crenças, que tanto te agarraste ao longo da vida começou a desabar. Começaste a aperceber-te que tinhas sido enganado. A vida não era como te tinham contado. Afinal, a vida não tinha regras. Não tinha barreiras. Não existia um só caminho, mas incontáveis. No meio da dor, foste abrindo espaço, para algo que até então não tinhas feito. Pela primeira vez, começaste a deixar fluir a vida que há em ti. Pela primeira vez começaste a sentir o pulsar, a paixão, a intensidade com que podias seguir o teu caminho. Pela primeira vez sorriste...e começaste a viver!

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square