Estamos sempre a relacionar-nos com algo, seja com pessoas, com objetos, com animais, etc.. A qualidade dos nossos relacionamentos, está ligada à qualidade da relação que temos connosco. Nos relacionamentos pessoais, os outros tendem a projetar aquilo que não aceitamos em nós. Isto pode ser observado através das reações de cada pessoa numa relação pessoal. Quando por exemplo a reação é traduzida em irritação,  significa que existe uma parte interna que não está a ser aceite, logo está a ser suprimida, e o outro vai espelhar essa parte que escondemos de nós . Daí a riqueza dos relacionamentos pessoais como fontes de crescimento e aprendizagem. Quando entendemos o motivo pelo qual estamos a reagir a algo (que normalmente vem de um lugar de medo) temos a oportunidade de observar essa parte de nós, aceitá-la e integrá-la. É uma oportunidade de podermos viver os relacionamentos que achamos mais gratificantes, sabendo que todos são uma escolha. Numa sessão de coaching, o coach cria espaço e questiona o cliente, de forma ao mesmo aumentar as suas perspectivas sobre as suas crenças atuais sobre ele e sobre o meio envolvente, o que se vai traduzir em mais opções de escolha e como consequência melhorar a qualidade dos relacionamentos.