2018

Aquilo que decidires para 2018 está certo. Podes colocar todos os objetivos, e se durante o ano deixares cair alguns, significa que podes não estar preparado. Mas, mesmo isso é uma escolha. Significa que podes escolher se os queres concretizar ou não. Mais ambiciosos ou menos ambiciosos, todos são definidos por ti. Com ajuda ou sem ajuda, todos são uma escolha tua. Tornares-te responsável pela tua vida é também assumires que és tu que fazes as coisas acontecerem. És tu que decides sair do lugar de onde estás, dando o primeiro passo, e permitindo experienciar tudo aquilo que surgir nesse caminho. Os outros são os outros. Colocares-te no caminho dos outros, é deixares de conhecer o teu. É deix

TODAS AS DECISÕES ESTÃO CERTAS

Perante uma decisão existem várias reações. Por vezes, e na indecisão de escolher algo, já estamos a escolher. Ficamos paralisados com medo de irmos para um lado ou para outro. Quando olhamos para os diferentes caminhos que temos disponíveis para escolher, ocorrem-nos vantagens e desvantagens, o que é certo e o que é errado. Então, pensamos nos determinados caminhos desta forma. Achamos que um é melhor que o outro e que se tomarmos a decisão “errada”, depois é tarde demais. Este pensamento, com o qual crescemos e aprendemos, limita-nos a reação perante momentos de decisão. E, se realmente, todas as opções estiverem “certas”? Seja que caminho escolhermos, está tudo bem. Esse caminho é o co

A LIBERDADE DE PODERES SER QUEM ÉS

Talvez aquilo que mais procuramos. Há quem pense que já é. Há quem saiba que não está a Ser. E há ainda quem saiba que não está a Ser, e que esteja a fazer algo para Ser. Na verdade, é deixar de fazer algo, pois aquilo que fizemos até hoje levou-nos a acreditar que somos o que somos. Condicionamo-nos com base no que está certo e errado, afastando-nos cada vez mais da nossa espontaneidade. Tantas máscaras que usamos. Parece que estamos num teatro. A realidade tornou-se uma ilusão. Vamos avançando em modo automático, continuando a acreditar que somos aquilo que representamos. Somos atores nesta vida e talvez sejam raras as vezes que abandonamos esse papel. Arrogantes ou simpáticos. Agressivo

Publicações em destaque
Arquivo
Publicações Recentes